ANESTESIA


O QUE É?


Anestesia é o estado de total ausência de dor e outras sensações durante uma cirurgia, exame ou curativo. Existem vários tipos de anestesia, dentre eles:

• Geral,
• Regional,
• Sedação.

A indicação e benefícios de cada uma estão relacionados com o tipo de cirurgia que será realizada e o anestesiologista o informará previamente sobre esta escolha durante uma consulta denominada avaliação pré-anestésica.



É importante ressaltar que no decorrer do procedimento, o tipo de anestesia poderá ser modificada em virtude da condição clínica e evolução do paciente e da técnica cirúrgica.

 

Avaliação Pré Anestésica

A avaliação pré anestésica deve ser feita antes de toda e qualquer anestesia (Art.1° da Resolução CFM N° 1.802/2006), pelo médico anestesiologista.
 

Os principais objetivos desta avaliação são:

1. Obter informações sobre o histórico médico do paciente e de suas condições físicas atuais, além de seus hábitos e uso de medicamentos,
2. Examinar o paciente com intuito de diagnosticar alguma condição que possa interferir ou contra indicar a anestesia proposta,
3. Avaliar os exames complementares realizados, de acordo com a faixa etária, e procedimento a ser realizado (poderá ser necessário solicitar outros exames ou consultas com outros médicos especialistas para a elucidação de alguma condição observada pelo anestesiologista),
4. Esclarecer o paciente sobre a anestesia proposta, cuidados necessários antes e após o procedimento,
5. Tornar os cuidados durante o procedimento mais efetivos,
6. Solicitar ao paciente a assinatura do termo de consentimento para o ato anestésico, conforme Norma Técnica SS-169 de 19/06/96. (O Termo visa deixar claro que o paciente entendeu as informações sobre o procedimento anestésico que será realizado e não isenta o anestesista de suas responsabilidades, permitindo que o paciente ou seu responsável esteja ciente e autorize a anestesia proposta, após receber todas as informações e orientações correspondentes).

Cuidados e recomendações após a anestesia / sedação:

Após a cirurgia, na maioria das vezes, o paciente é encaminhado para a Sala de Recuperação Pós-Anestésica, onde é monitorado até que seja acordado e em condições adequadas para receber alta. Alguns pacientes que requeiram um cuidado maior, poderão ser encaminhados para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) ou outra unidade, onde serão acompanhados por uma equipe especializada.

Sintomas como tontura, sonolência e desconforto na garganta podem ocorrer no pós operatório imediato, entretanto, devem desaparecer em algumas horas. Siga todas as orientações do seu cirurgião no pós operatório; o sucesso da sua cirurgia depende da sua colaboração.

Riscos relacionados com a anestesia:

Como qualquer outro procedimento médico, existem fatores de risco agregados ao ato anestésico. Estes riscos podem ser decorrentes não apenas da anestesia, mas também do porte cirúrgico e das condições clínicas do paciente.

Tipos de complicações mais comuns:

1. Respiratórias ( falta de ar, queda da oxigenação do sangue),
2. Cardiovasculares ( queda de pressão, arritmias cardíacas),
3. Alérgicas.

Cuidados e recomendações antes da anestesia / sedação:

• Na véspera, o paciente deve evitar fumar, não consumir bebidas alcoólicas ou alimentação pesada;
• Não utilizar esmalte escuro, lentes de contato e maquiagem; retirar jóias e próteses dentárias removíveis;
• Não interromper o uso de qualquer medicação, salvo a pedido do médico;
• Levar ao hospital todos os exames que tenham sido solicitados pelo médico.
• O jejum pré-operatório é de extrema importância para a sua segurança. Siga estritamente a orientação dada pelo seu médico anestesista.

"Não deixe de realizar a sua avaliação, ela é importante para a sua tranquilidade e para a sua segurança!"